Não tenho muita experiência em fotografia, no entanto a vontade de aprender é muita. Atrás de cada composição, exposição e disparo existe uma história, um momento naquele retângulo que origina sorrisos, lágrimas, aventura, entre todas as outras emoções que nós enquanto seres humanos sentimos. São esses disparos, mais que fotografias, que me levam a ter sempre uma câmara comigo. Enquanto novato os erros são abundantes. São essas mesmas falhas que me levam a disparar em RAW. O processamento das imagens é feito no Lightroom e limitado a um mínimo. Prefiro passar mais tempo a capturar uma melhor imagem que tentar “salvar” aquela com a qual não estou satisfeito. É assim que adquiro mais conhecimentos sobre a exposição, composição e outras técnicas que complementarão mais as minhas fotografias no futuro.

Abordando os detalhes técnicos, utilizo primariamente a Nikon D40 acompanhada pelo vidro stock (Nikkor 18 – 55 mm f/3.5 – f/5.6). Utilizei em tempos passados a Tamron 17 – 50 mm f/2.8 também. Foi uma câmara passada do meu irmão para mim e apesar da sua idade, ainda é uma câmara bem capaz de capturar imagens fantásticas. Como a Nikon, também me foi passada uma Olympus OM-10 nas quais capturei as primeiras imagens que despertaram o gosto pela fotografia. É uma câmara que quero utilizar mais. Na era da fotografia digital, um toque de “old school” tem piada. Apesar de não ser propriamente o mais indicado, também utilizo o meu OnePlus 7 Pro. Qualquer câmara é melhor que não ter nenhuma e nem sempre a Nikon está à mão.

Vou fazer os possíveis para incluir detalhes descritivos em todas as publicações e algumas das técnicas que tentei incluir (a bem ou a mal) nas fotografias.

Aprecio todas as críticas e comentários. Serão uma grande ajuda para continuar a desenvolver a minha fotografia!